Otimização de processos de TI: como o ITSM aumenta a eficiência operacional  

Otimização de processos de TI: como o ITSM aumenta a eficiência operacional  

Na era digital, na qual a tecnologia permeia cada aspecto dos negócios, a eficiência operacional e a gestão de riscos emergem como elementos vitais para o sucesso empresarial.  

Neste cenário, o Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) desponta como uma solução crucial, especialmente para organizações que enfrentam desafios relacionados a processos desorganizados e a necessidade de integração entre diferentes equipes.  

O ITSM não é apenas uma abordagem para manter as operações de TI funcionando suavemente; é uma estratégia integral que transforma a TI de um mero suporte técnico para um parceiro de negócios alinhado aos objetivos organizacionais.  

Neste artigo vamos explorar como o ITSM pode ser o alicerce para otimizar fluxos de trabalho, aumentar a eficiência operacional e gerir riscos de maneira eficaz, alavancando as operações de TI para um patamar de excelência e inovação. 

Funcionalidades do ITSM e sua aplicação na otimização de processos de TI 

As funcionalidades oferecidas pelo ITSM são projetadas não apenas para manter os sistemas de TI funcionando eficientemente, mas também para otimizar todos os aspectos dos fluxos de trabalho de TI.  

Na prática, o ITSM desempenha um papel vital na resolução de vários desafios enfrentados pelos profissionais de TI. Por exemplo: 

Gerenciamento de Incidentes: reduz drasticamente o tempo de inatividade com uma resposta rápida e eficiente a incidentes.  

O ITSM ajuda a identificar, analisar e corrigir problemas rapidamente, garantindo a continuidade dos serviços de TI. 

Gestão de Problemas: Com o ITSM, é possível implementar soluções definitivas para prevenir a recorrência de falhas e melhorar a estabilidade do sistema. 

Gestão de Mudanças: Permite administrar mudanças de maneira organizada e controlada.  

O ITSM fornece um framework para avaliar, autorizar e implementar mudanças de TI, minimizando interrupções e maximizando os resultados positivos. 

Gestão de Ativos e Configuração: O ITSM oferece um controle detalhado sobre os ativos de TI. Ele auxilia na gestão eficiente dos recursos de TI, assegurando que estão sendo usados de maneira otimizada e em conformidade com as políticas e regulamentações. 

Gerenciamento de Liberação e Implantação: Permite implementar novos serviços e atualizações de forma eficiente e sem erros.  

O ITSM assegura que as liberações sejam planejadas, testadas e executadas de maneira que suporte os objetivos de negócios. 

Melhoria Contínua do Serviço: Oferece uma abordagem proativa para melhorar constantemente os serviços de TI.  

Com feedbacks e análises regulares, o ITSM impulsiona inovações e aperfeiçoamentos contínuos nos serviços de TI. 

Catálogo de Serviços: Fornece aos usuários uma visão clara dos serviços disponíveis e como acessá-los.  

O ITSM ajuda a organizar e comunicar as opções de serviços de TI, melhorando a experiência do usuário. 

Gestão de Conhecimento: O ITSM promove uma cultura de aprendizado e compartilhamento, permitindo que a equipe de TI responda mais rapidamente e com maior eficácia às demandas. 

Grupo Solucionadores: O ITSM permite organizar os tickets abertos e direcionar de forma automática, cada chamado a seu grupo resolvedor, trazendo automação na resolução de problemas e diminuindo o tempo de resposta. 

Parceria Altasnet e ServiceNow: mais eficiência, automação e otimização para os processos de TI da sua empresa  

A adoção do ITSM, com suas práticas avançadas e abordagem focada no cliente, é fundamental para empresas que buscam melhorar a eficiência operacional e a satisfação do cliente.  

Essa importância é ainda mais evidente com a parceria entre Altasnet e ServiceNow, na qual a expertise da Altasnet na implementação de soluções de TI se combina com a inovação tecnológica da ServiceNow.  

Esta parceria oferece uma solução poderosa e adaptada às necessidades específicas do setor de TI, assegurando um desempenho otimizado e uma entrega de serviços mais eficiente. 

Quer saber mais sobre como o ITSM, impulsionado pela parceria entre Altasnet e ServiceNow, pode transformar sua organização de TI?  

Entre em contato conosco para uma consulta detalhada e descubra como podemos ajudá-lo a alcançar a excelência operacional em TI. 

Do custo à qualidade: os benefícios surpreendentes da TI como Serviço 

Do custo à qualidade: os benefícios surpreendentes da TI como Serviço 

No dinâmico mundo empresarial de hoje, a eficiência e a inovação tecnológica não são apenas desejáveis – são essenciais. Aqui entra a TI como Serviço (ITaaS), uma solução inovadora que combina custo e qualidade de forma surpreendente. 

Neste post, vamos explorar como a ITaaS pode revolucionar a infraestrutura tecnológica de sua empresa, tornando-a mais ágil, segura e economicamente viável. 

O que é TI como Serviço (ITaaS)? 

ITaaS é um modelo operacional em que o provedor de TI entrega serviços de tecnologia conforme a demanda do cliente. 

Diferente dos modelos tradicionais, nos quais a TI é tratada como um departamento fixo, a ITaaS opera com uma mentalidade de serviço, adaptando-se às necessidades e objetivos específicos da empresa. 

Neste modelo, o provedor de TI entrega serviços de tecnologia sob demanda e de forma personalizada. Isso significa que as empresas podem escalar os serviços para cima ou para baixo conforme suas necessidades, evitando o excesso de capacidade ou infrautilização de recursos.  

Com este modelo, você paga pelo que consome, tornando os custos de TI mais previsíveis e alinhados com o crescimento do negócio. 

Principais benefícios da TI como Serviço 

Um dos principais benefícios do ITaaS é sua capacidade de adaptação rápida.  

À medida que os objetivos e necessidades da empresa mudam, os serviços de TI podem ser ajustados em tempo real, permitindo uma resposta ágil às tendências de mercado e oportunidades de negócios.  

Isso oferece uma vantagem competitiva significativa, pois as empresas podem implementar novas tecnologias e serviços mais rapidamente do que através de modelos tradicionais. 

Além disso, o ITaaS muitas vezes incorpora uma abordagem de serviço gerenciado, o que significa que os provedores assumem a responsabilidade de gerenciar a infraestrutura de TI, garantindo manutenção, atualizações e suporte contínuo.  

Isso libera as empresas para se concentrarem em suas competências principais, enquanto especialistas em TI cuidam do funcionamento e otimização da tecnologia. 

Redução de custos operacionais 

Um dos maiores atrativos da ITaaS é a significativa redução de custos.  

Ela minimiza os gastos diretos, como a compra de hardware e software, e os indiretos, como manutenção e atualizações.  

Com a ITaaS, você paga pelo que usa, permitindo um controle de custos mais eficiente e um retorno sobre o investimento mais rápido. 

Aumento da qualidade e inovação 

A ITaaS proporciona acesso a tecnologias de ponta e inovações sem a necessidade de grandes investimentos iniciais.  

Isso significa que sua empresa pode se manter atualizada com as últimas tendências tecnológicas, melhorando a qualidade e a eficiência dos serviços. 

Flexibilidade e Escalabilidade 

A natureza flexível da ITaaS permite que as empresas adaptem rapidamente sua infraestrutura tecnológica às mudanças nas demandas do mercado.  

Isso é crucial para manter a competitividade e responder de forma ágil às oportunidades de crescimento. 

Segurança e Compliance 

Com a ITaaS, a segurança dos dados e a conformidade com normas regulatórias são reforçadas.  

Provedores de ITaaS empregam as melhores práticas de segurança e estão constantemente atualizados com as regulamentações mais recentes, garantindo que sua empresa esteja sempre protegida e em conformidade. 

Parceria estratégica em ITaaS: o diferencial para o sucesso  

A escolha de um parceiro especializado em TI como Serviço é crucial para o sucesso empresarial na era digital.  

Uma empresa especialista, como a Altasnet, oferece não apenas a expertise e experiência necessárias, mas também uma parceria estratégica que permite às empresas focar em seu core business.  

Com suporte proativo e soluções personalizadas, um parceiro de ITaaS atua como um catalisador para inovação e crescimento, garantindo que a infraestrutura de TI da sua empresa seja sempre segura, eficiente e alinhada com as suas metas de negócio. 

A Altasnet é líder no fornecimento de soluções personalizadas de ITaaS, posicionando-se na vanguarda da inovação tecnológica.  

Entre em contato com o nosso time de especialistas e saiba como podemos ajudar a sua empresa na jornada de transformação digital, equilibrando custo e qualidade para assegurar o sucesso empresarial. 

Nuvem Pública, Privada ou Híbrida: como escolher a solução ideal para o futuro digital da sua empresa?

Nuvem Pública, Privada ou Híbrida: como escolher a solução ideal para o futuro digital da sua empresa?

Você sabia que escolher a nuvem certa pode ser o divisor de águas no sucesso digital da sua empresa?  

No mundo dinâmico da computação em nuvem, onde adaptabilidade e inovação são cruciais, entender
as diferenças entre nuvens públicas, privadas e híbridas é mais do que uma escolha – é uma necessidade estratégica para qualquer negócio que busca eficiência e competitividade no mercado digital.  

Este blog post irá explorar profundamente as características, vantagens e desafios de cada tipo de nuvem,
ajudando você a escolher a solução de nuvem que impulsionará o futuro digital da sua empresa. 

Nuvem Pública: acessível e escalável 

A nuvem pública representa uma solução moderna e dinâmica para as necessidades computacionais das empresas. Oferecida por provedores terceirizados, ela disponibiliza recursos de computação através da internet. Um exemplo notável é a Amazon Web Services (AWS).  

Vantagens da nuvem pública 

Dentre as suas principais vantagens, podemos destacar o seu custo-eficiência, no qual você paga apenas pelos recursos que usa, sem a necessidade de investir em hardware.  

Ela também proporciona mais facilidade de uso e escalabilidade, pois as nuvens públicas são fáceis de configurar e escalar conforme a necessidade do seu negócio. 

Com ela, o provedor cuida da manutenção e das atualizações, reduzindo a carga sobre sua equipe de TI. 

Desvantagens da nuvem pública 

Uma das desvantagens é a preocupação com a segurança. Embora os provedores ofereçam medidas de segurança robustas, empresas com requisitos rigorosos de dados podem ter reservas. 

Além disso, como o ambiente é compartilhado, há limitações em termos de personalização e controle. 

Nuvem privada: segura e personalizável 

Uma nuvem privada é uma infraestrutura dedicada a uma única organização. Exemplos incluem soluções on-premises ou hospedadas privadamente. 

Vantagens da nuvem privada  

A nuvem privada oferece controle total sobre seus dados, e é ideal para empresas com requisitos rigorosos de conformidade.  

Ela também permite uma personalização profunda para atender às necessidades específicas da empresa,
e controle completo sobre a infraestrutura e os recursos.  

Desvantagens da nuvem privada 

Mas, ela também traz algumas desvantagens. Esse tipo de nuvem requer investimento significativo em hardware e infraestrutura e por isso possui maior custo.  

Além disso, ela exige uma equipe de TI dedicada para manutenção e atualizações. 

Nuvem híbrida: o melhor dos dois mundos 

Já a nuvem híbrida combina elementos das nuvens pública e privada, proporcionando flexibilidade e otimização de recursos. 

Vantagens da nuvem híbrida 

A nuvem híbrida permite mover cargas de trabalho entre nuvens privadas e públicas conforme necessário,
e oferece o equilíbrio entre os custos operacionais e a segurança. 

Ela também permite uma combinação personalizada de serviços para atender às necessidades específicas. 

Desvantagens da nuvem híbrida 

Com a nuvem híbrida, gerenciar e integrar diferentes ambientes de nuvem podem ser tarefas desafiadoras. 

Também é preciso uma estratégia sólida para integrar e orquestrar diferentes serviços de nuvem.  

Como escolher a solução de nuvem? 

Ao escolher a solução de nuvem ideal, considere o tamanho e a natureza do seu negócio, suas necessidades de segurança e privacidade, bem como seu orçamento e recursos disponíveis. A decisão deve ser baseada em uma análise cuidadosa desses fatores. 

Conte com a ajuda de um especialista 

Não existe uma solução única para todos quando se trata de computação em nuvem. A escolha ideal depende das necessidades específicas da sua empresa. Como especialistas na solução, na Altasnet, estamos prontos para ajudá-lo a navegar por essas opções e encontrar a solução perfeita para o seu negócio. 

Entre em contato conosco para uma consultoria personalizada e veja como a Altasnet pode transformar
a sua maneira de fazer negócios no mundo digital. 

SOC: sua fortaleza digital contra ameaças cibernéticas

SOC: sua fortaleza digital contra ameaças cibernéticas

O surgimento de novas tecnologias tem impactado totalmente a forma como as organizações lidam com a cibersegurança. Diante da crescente sofisticação das ferramentas empregadas por cibercriminosos em ataques virtuais, torna-se imperativo para as empresas intensificarem a proteção de seus dados e operações contra ameaças cibernéticas. Nesse cenário, o Centro de Operações de Segurança (SOC – Security Operations Center) surge como um verdadeiro escudo protetor, uma fortaleza digital.

O que é um SOC e por que sua empresa precisa dele?

Um SOC é um centro especializado onde uma equipe de profissionais de segurança monitora, avalia e defende os ativos de TI de uma organização, sejam eles redes, sistemas, aplicações ou dados. Está estruturado não apenas com tecnologia avançada, mas também com processos e políticas que ajudam a identificar, analisar e reagir a ameaças cibernéticas em tempo real.

Dada a crescente onda de ataques cibernéticos, como ransomware, phishing e outros malwares, contar com um SOC é uma necessidade imperativa para empresas que desejam garantir sua resiliência digital e proteger informações valiosas.

Um exemplo preocupante dessa necessidade pode ser visto recentemente: uma quadrilha de adolescentes hackeou e comercializou milhões de credenciais de entidades brasileiras. A operação, ocorrida em Bady Bassitt, São Paulo, revelou que jovens acessaram sistemas do Tribunal de Justiça, Polícia Federal e Exército. O incidente reforça o quão crucial é ter sistemas de defesa robustos e um SOC atuante para mitigar tais riscos.

Como o SOC funciona na prática para proteger o seu negócio?

Na prática, o SOC age como um observatório, constantemente escaneando o ambiente digital da empresa. Utiliza ferramentas avançadas, como sistemas de detecção e prevenção de intrusões (IDS/IPS), sistemas de gestão de eventos e informações de segurança (SIEM) e soluções de análise de ameaças.

Quando um possível risco é detectado, o SOC toma medidas proativas para contê-lo, minimizando assim os potenciais danos. Isso pode incluir bloquear um IP suspeito, desconectar um dispositivo comprometido da rede ou aplicar patches de segurança.

Conheça os benefícios de implementar um SOC em sua estrutura digital

Implementar o SOC nas empresas pode oferecer diversos benefícios para a estrutura digital das empresas. Conheça os principais:

Proteção em tempo real

Em um ambiente digital, ameaças podem surgir a qualquer momento, sejam elas externas, como hackers e malwares, ou internas, como erros humanos involuntários. Ter um SOC garante que sua empresa esteja sempre alerta. Este centro opera 24 horas por dia, 7 dias por semana, monitorando continuamente a infraestrutura de TI em busca de qualquer sinal de irregularidade.

Quando uma ameaça é identificada, a resposta é quase instantânea. Equipado com ferramentas e soluções avançadas, o SOC não apenas detecta o perigo, mas também o neutraliza rapidamente, garantindo que o impacto no negócio seja mínimo.

Conformidade regulamentar

Em diversos setores, a proteção de dados não é apenas uma questão de segurança, mas também de conformidade. Regulamentos e normativas, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no Brasil, impõem padrões rigorosos sobre como os dados devem ser gerenciados e protegidos.

Um SOC desempenha um papel vital nesse contexto. Ele não só oferece ferramentas e protocolos para manter os dados seguros, mas também mantém registros detalhados de todas as atividades relacionadas à segurança. Isso facilita as auditorias e garante que a empresa esteja sempre em conformidade com os regulamentos vigentes, evitando multas e penalidades.

Redução de riscos financeiros

O impacto financeiro de um ataque cibernético pode ser catastrófico. Estamos falando não apenas de possíveis multas por não conformidade ou custos imediatos de recuperação, mas também da perda de negócios, danos à reputação e possíveis ações judiciais.

Investir em um SOC é uma decisão estratégica que pode economizar quantias significativas a longo prazo. Ao detectar e mitigar ameaças rapidamente, ele previne interrupções nos negócios e possíveis perdas financeiras. Em um cenário em que um único ataque pode custar milhões, o retorno sobre o investimento em um SOC é evidente.

Confiança do cliente

No mundo digital de hoje, a confiança é uma moeda valiosa. Os clientes querem ter certeza de que seus dados estão seguros e que podem confiar nas empresas com as quais fazem negócios. Um SOC é uma manifestação tangível do compromisso de uma empresa com a segurança. Quando os clientes sabem que uma organização investe proativamente em medidas avançadas de cibersegurança, eles se sentem mais seguros e são mais propensos a manter e expandir seus negócios com essa empresa.

Além disso, a confiança cultivada ao longo do tempo pode gerar clientes mais satisfeitos se tornando promotores da marca, levando a novas oportunidades e crescimento.

Altasnet: sua parceira na implementação de SOC

Ao considerar a implementação de um SOC, é vital escolher uma solução robusta e confiável. É aqui que a solução SOC da Altasnet se destaca. Ela oferece uma abordagem integrada para segurança, garantindo que sua empresa esteja sempre um passo à frente dos cibercriminosos.

Em um mundo digital vulnerável, não arrisque seus ativos digitais e a reputação de sua empresa. Proteja-se agora e construa um futuro digital seguro.

Entre em contato com o time de especialistas da Altasnet e saiba mais.

Indicadores de TI: o que são e como escolhê-los?

Indicadores de TI: o que são e como escolhê-los?

A TI é uma área que, classicamente, permeia todos os outros processos de uma empresa. Afinal, caso ela falhe, departamentos como o RH, o setor de vendas e o financeiro também podem ser afetados. Por esse motivo, é fundamental conhecer e manter o desempenho de sua equipe — e é com este objetivo que são usados os indicadores de TI.

Para facilitar o trabalho de escolha desses indicadores, neste post explicamos o que são e quais os principais indicadores de TI. Ao final do conteúdo, você vai conhecer dicas sobre como escolher o ideal para a sua gestão. Continue lendo para saber mais.

Quais são os principais indicadores de TI?

Indicadores são ferramentas padronizadas para mensurar um aspecto específico de uma equipe. Elas são amplamente utilizadas na área de TI, para fornecer ao gestor um retrato mais claro e objetivo de seu time. Outro nome usado com frequência para esses indicadores é KPIs, sigla para “Key Performance Indicators”.

Um bom indicador deve suprir três requisitos básicos: ele deve ser quantitativo, refletir eficientemente a realidade da equipe e ser facilmente mensurável. Sendo assim (e dependendo dos seus objetivos) os indicadores podem mudar para otimizar, ao máximo, sua compreensão e otimização do time.

É importante saber que existem alguns indicadores clássicos, utilizados pela maioria das equipes de TI do Brasil. A seguir, destacamos quatro deles. Confira.

1. Tempo médio de reparo

Como mencionamos, uma das responsabilidades do setor de TI é fornecer o serviço para que outros departamentos funcionem corretamente. Isso envolve a manutenção constante e a atenção às queixas e solicitações que chegam à equipe de TI. Por esse motivo, um dos indicadores mais importantes da área é o tempo médio de reparo para sanar as queixas.

2. Tempo de resposta a chamadas

O tempo médio de reparo, geralmente, é calculado a partir do momento que a equipe de TI começa a trabalhar no problema. No entanto, existe outra variável fundamental, que influencia no atraso dos serviços e está atrelada diretamente ao desempenho a equipe: o tempo de resposta às chamadas.

Caso uma equipe demore a responder às queixas, mesmo que ela seja eficaz, os resultados finais continuarão sendo atrasados.

Esse parâmetro leva em consideração fatores como sobrecarga de solicitações, necessidade de manutenção geral ou horários de serviço discrepantes. Além disso, o tempo de resposta a chamadas é uma das principais queixas às equipes de TI por outros departamentos.

3. Número de erros por processo

Todo gestor de TI sabe que não se deve prezar apenas pela agilidade, mas também pela qualidade dos serviços. Por isso, o índice de erros por processo realizado indica se realmente estamos sendo resolutivos — ou, pior, se as intervenções estão causando outros problemas.

4. Despesas de TI por funcionário

Por fim, um indicador muito utilizado leva em consideração um dos principais objetivos do investimento em tecnologia (incluindo TI): a economia financeira. Caso o departamento de TI esteja sendo excessivamente oneroso à empresa, esse pode ser um sinal indireto de que sua performance está sendo afetada.

Isso significa que, embora os processos estejam sendo entregues com rapidez e qualidade, essa eficiência tem um alto custo.

Como escolher um bom indicador de TI?

Para escolher um indicador ideal, você deve levar em consideração sua situação atual e os objetivos, especialmente a longo prazo: são eles a redução de custos ou a melhora na qualidade? Existe algum projeto no curto prazo que demanda mais agilidade? Para responder a essas perguntas, é fundamental alinhar a gestão de TI com os objetivos da empresa e o perfil dos funcionários.

Os indicadores de TI são ferramentas utilizadas rotineiramente pela gestão da área. Escolher um bom indicador fornece ao gestor informações precisas e de qualidade sobre sua equipe.

Na área de TI, ficar por dentro das últimas novidades é essencial. Se você quer se manter atualizado, não perca tempo e siga nossos perfis nas redes sociais! Estamos no Facebook e no Linkedin.

Infraestrutura de TI: fique por dentro das últimas tendências

Infraestrutura de TI: fique por dentro das últimas tendências

A melhor maneira de se antecipar às demandas do mercado é pesquisar as tendências que têm sido adotadas para otimizar os processos empresariais. Isso é ainda mais importante quando falamos de infraestrutura de TI, já que a tecnologia é fundamental para gerar novas oportunidades.

Pensando nisso, preparamos um post para que você conheça as principais tendências desse campo e como elas otimizam o processo produtivo de qualquer empresa, independentemente do seu segmento. Acompanhe conosco!

Migração para meganuvem

O ambiente em nuvem funciona nos modelos público, privado e híbrido, com provedores que oferecem serviços de hospedagem e armazenamento. Cada um deles tem a sua infraestrutura individual, o que resulta em um universo multinuvem.

Desse modo, uma mesma empresa pode ter aplicativos e dados alocados em diversas nuvens distintas, o que dificulta a gestão dos ativos e a própria segurança da informação. A meganuvem surge para integrar os serviços e proporcionar um gerenciamento unificado dos recursos distribuídos nos ambientes de cloud.

Assim, os usuários conseguirão transferir dados de uma nuvem para outra e ainda direcionar os arquivos para o ambiente mais apropriado para o armazenamento, trazendo mais agilidade para os processos da empresa.

Inteligência artificial

A inteligência artificial já tem sido amplamente utilizada na indústria, mas isso não significa que a sua evolução estagnou. Uma das suas principais funções é a automatização de tarefas repetitivas, fazendo com que a intervenção humana seja a mínima possível — o que evita erros causados pela desatenção, por exemplo.

Para o futuro, teremos aumento gradativo da utilização de chatbots. Esses atendentes virtuais ganharam muito espaço na pandemia do coronavírus e a tendência é de que eles continuem sendo utilizados no atendimento ao cliente, já que se tratam de uma ferramenta ágil e capaz de registrar informações de clientes.

Com a utilização de inteligência artificial, colaboradores talentosos estarão liberados para se concentrar nas atividades-fim da empresa, trabalhando em projetos mais desafiadores. Com o trabalho burocrático delegado às máquinas, os trabalhadores poderão se concentrar em desenvolver produtos e serviços inovadores.

Automação com DevOps

O DevOps é uma prática oriunda da engenharia de software que descreve a unificação do desenvolvimento (Dev) com as operações de software (Ops). O profissional nessa área de atuação consegue automatizar processos e integra o trabalho de programadores e a equipe de infraestrutura.

Com isso, a empresa ganha em qualidade técnica e garante mais produtividade, alinhamento dos objetivos e melhora a comunicação entre as equipes. Além disso, ele facilita os processos de automação dentro do negócio, com a possibilidade de implementar correções automáticas em desvios do padrão de operação dos times.

Augmented Analytics

Também conhecida como análise aumentada, trata-se da automatização de todos os procedimentos que antecedem a análise de dados propriamente dita. Ela é facilitada pela evolução do chamado machine learning, ou aprendizado de máquina — isto é, a utilização de sistemas computacionais mais evoluídos que conseguem aprender padrões definidos pelos humanos.

Com a augmented analytics, o trabalho dos cientistas de dados é facilitado. Ela proporciona a coleta, limpeza e preparação de um grande volume de dados, agilizando a identificação de padrões ocultos e descobertas de insights. Isso se traduz em mais agilidade na hora de fornecer conteúdo relevante para a empresa.

Como pudemos ver no artigo, essas tendências de infraestrutura de TI são capazes de otimizar uma série de tecnologias diferentes, como a análise de dados, a inteligência artificial e computação em nuvem — o que já era bom se torna ainda melhor.

Gostou do post e quer receber outros artigos como este? Então, assine a nossa newsletter para não perder nenhum texto!